Reflexão

Antes de continuar, tinha que escrever que eu encontrei alguém que descreveu exatamente o que eu sinto em relação às viagens – Elizabeth Gilbert, autora do mega sucesso “Comer, rezar, amar”. Ela disse que amava as viagens como uma mãe ama seu recém-nascido barulhento, irrequieto e cheio de cólicas – que simplesmente não ligava para o que elas a faziam suportar, porque ela as adorava.

E é exatamente assim que eu sinto em relação a cada uma das minhas viagens. Mesmo com os possíveis problemas, confusões e muitas dificuldades, eu amo cada uma delas em suas peculiaridades, porque elas são especiais, porque foram muito desejadas e porque nem sempre foi fácil estar lá. Isso tudo faz de cada uma delas partes muito importantes de mim, uma das melhores que existem.

Postagens em Destaque
Postagens Recentes
Siga-me
  • Wix Facebook page
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Faça parte da nossa lista de emails

Nunca perca uma atualização