Arusha / Mandara Hut (2.720m)

Levantamos por volta das 06h30, tomamos café, terminamos de arrumar as marinheiras, mochilas de ataque, separamos o que deixaríamos no hotel e partimos rumo ao início do trekking.

Saímos do hotel às 08h45 e fomos de van até a entrada do parque. Levamos por volta de 2h30 até o ponto de partida. Chegando lá, os nossos guias e carregadores foram cuidar de todos os trâmites de entrada no parque, o que leva bastante tempo, enquanto ficamos conversando, arrumando os últimos detalhes, cada um iniciando os preparativos como tomar energético, comer barras de proteína, se alongar ou seja lá o que for.

Começamos a trilha às 14h, o que mostra o quanto toda a questão de pesagem, liberação das entradas, assinaturas e etc, leva tempo. Hoje seria um dia mais tranquilo, até em função do início tardio do trekking e todo o trajeto foi feito dentro de uma linda floresta equatorial, com muitas árvores, que nos pouparam do calor excessivo, já que foi um dia quente, com bastante sol.

É uma trilha bastante limpa, organizada, muito bonita, em meio à vegetação em profusão e o único animal que vimos na trilha foi um macaco. Andamos num ritmo bastante tranquilo, sem correria, todos juntos, respeitando o tempo e velocidade do grupo.

Fizemos uma parada para usar o banheiro e tomar o lanche de trilha entregue pelos guias, que era bastante diversificado, com banana, suco, um tipo de bolinho, um pedaço de frango frito e ovo e depois seguimos nosso caminho tranquilos.

Teve um início de chuva, que felizmente, não vingou e chegamos ao acampamento Mandara Hut, às 18h. Assinamos o livro de entrada, começamos a nos agasalhar, já que um ventinho frio já se fazia sentir e fomos para os quartos que eram quádruplos.

Arrumamos as marinheiras de uma maneira a não atrapalhar muito a passagem no pequeno quarto. Os meninos (Carlos e Alexandre) se limparam, se arrumaram e nos deixaram, a mim e a Arlete, à vontade para nos limparmos, com nossos lenços umedecidos, já que não haveria banho.

Até existiam 2 chuveiros, mas com água gelada, o que definitivamente, não é aconselhado nessa temperatura. A Arlete até teimou que queria tomar banho, mas foi demovida da ideia, muito a contragosto e com muito sacrifício, depois do Carlos e Joel argumentarem que ela poderia ficar gripada ou doente.

Fomos para o refeitório aguardar o jantar e ficamos conversando, tomando chá, café e comendo pipoca. O jantar foi servido por volta das 19h30 e o cardápio era salada de tomate, pepino e cenoura em lascas, couve, peixe frito e cozido e batata cozida. Tudo estava delicioso e fiquei bastante bem impressionada com o sabor e qualidade do jantar.

Após isso, tivemos um briefing do nosso guia, Be Host, que nos explicou como seria o dia de amanhã, tempo de caminhada, que roupa levar na mochila de ataque, necessidade de hidratação, etc.

Hoje o dia foi ótimo, com uma caminhada tranquila, num excelente ritmo e todos estavam bastante bem quando o guia mediu batimento cardíaco e oximetria da galera. Nos recolhemos por volta das 21h30.

Postagens em Destaque
Postagens Recentes
Siga-me
  • Wix Facebook page
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Faça parte da nossa lista de emails

Nunca perca uma atualização