Plaza Argentina (4.200 m.) - 2

Oximetria: 91

Batimentos: 80

Pressão Arterial: 12/6

Depois da aclimatação de ontem, hoje apenas descansamos. Os resultados de oximetria e batimentos cardíacos estavam melhores, graças ao exercício de ontem. Acordamos às 07h30, enrolamos um pouco na barraca ouvindo música e cantando e levantamos para tomar café.

Eu e Thaís fomos tomar banho ouvindo música e estávamos numa vibe muito boa, nos divertindo e nos sentimos renovadas de cabelos lavados e limpas. Só sabe o poder rejuvenescedor e reanimador de um banho quem já foi privado dele por vários dias.

Ficamos um bom tempo no refeitório ouvindo música, conversando até a hora do almoço. Depois fomos arrumar as coisas para amanhã, separar o que sobe e o que vai direto para Plaza de Mulas, arrumamos a barraca e ficamos matando o tempo. Logo após, fomos todos para o refeitório para separar as comidas liofilizadas que seriam levadas para os campos altos.

A vida no campo base é animada para as equipes que “moram” alguns meses por lá para atender às expedições. Eles se divertem ouvindo música o tempo todo na cozinha, estão sempre em contato com os clientes, fazem festa todas as noites em alguns domos, inclusive com direito à música bastante alta quando quase todas as expedições já se recolheram nas barracas e numa das noites, passaram gritando pelas barracas e acordando as pessoas. O grupo que nos atendia era bastante animado, solícito e alegre.

Soubemos de um grupo de 3 pessoas (1 guia e 2 clientes) que se perderam na descida do cume e estavam um pouco mal. Alguns porteadores subiram para tentar ajudar.

A galera ficou jogando truco e pôquer no refeitório até a hora do jantar. Conversamos até umas 22h40 e fomos dormir.

Postagens em Destaque
Postagens Recentes
Siga-me
  • Wix Facebook page
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Faça parte da nossa lista de emails

Nunca perca uma atualização