Êxtase

Eu sou intensidade, eu sou transbordamento, eu sou um não caber de emoções, finamente sublimadas quando preciso.

Quantas vezes já me questionei e muitas vezes me senti inadequada por ouvir que é ruim ser intensa porque assusta as pessoas. E o pior disso tudo é quando a gente acredita nessas besteiras.

Não, não sou intensa do tipo que perde a cabeça e se descontrola com as coisas, situações e pessoas.

Sou intensa no sentir, nas emoções que “vazam” de dentro de mim, nos sentimentos fortes, nas lágrimas que escorrem e nos sorrisos que não cabem na boca.

Não sei ser essa nesga de afeto, esse pedacinho de paixão que pede licença para entrar, essa comoção que se envergonha por ser tanto....

Muitas vezes sou turbilhão, sou arrebatamento, sou agitação e sou choque, mas sou sempre eu em todos os momentos e sabe; depois de tantos anos de desencontros e amores, frustrações e paixões, gosto tanto de quem sou, gosto tanto dessa excitação que corre em minhas veias, gosto do meu sentir e da minha entrega a tudo o que faço.

Não, não sei encontrar o mar e molhar apenas os pés. Vou ser sempre aquela que olha de fora, se encanta com a imensidão e mergulha de cabeça em tudo o que me seduz e extasia.

Postagens em Destaque
Postagens Recentes
Siga-me
  • Wix Facebook page
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Faça parte da nossa lista de emails

Nunca perca uma atualização