Mais uma jornada

Prestes a embarcar para mais uma viagem, para a concretização de mais um sonho e para a realização de mais um desafio, lembrei de um trecho de uma história de um velhinho que ao morrer não deixou nada além de um apartamento alugado, um carro velho e algumas roupas puídas.

Mas ele tinha amealhado a maior de todas as riquezas que é conhecer o mundo, outras culturas, outras formas de viver, outros olhares sobre a vida e deixava um bilhete dizendo o seguinte:

"Não construí nada que me possam roubar. Não há nada que eu possa perder. Nada que eu possa trocar. Nada que se possa vender.

Eu que decidi viajar, Eu que escolhi conhecer, Nada tenho a deixar Porque aprendi a viver..."

Me emocionei quando li esse trecho porque me identifico tanto, que até parece que fui eu que escrevi. Quando olho o que tenho em termos de bens materiais, vejo que não tenho muito levando em conta a minha idade, mas me considero tão rica em história, tão apaixonada pela possibilidade de experienciar, de conhecer, de se permitir, que me considero uma privilegiada por acreditar que a gente sempre pode mais, mesmo quando as coisas não estão tão favoráveis, que nossos objetivos e limites só podem ser colocados por nós mesmos, que sair da zona de conforto e dar mais um passo só é possível para aqueles que se tornam protagonistas da própria história.

Tenho alguns medos, algumas dúvidas, mas tantas certezas, tanta coragem de tentar, que aquilo que parece difícil só me instiga a olhar o mundo com outros olhos.

Não desafio ninguém, não compito com os outros. Só quero olhar no espelho e ter a certeza de que eu fiz o meu melhor, que eu venci quem poderia me derrotar e que acreditei que viver o meu sonho me levaria a outros lugares e ainda mais perto de quem eu verdadeiramente sou e de como eu desejo viver.

Mais uma vez parto feliz, plena e sabedora de que eu escolhi estar onde estou, fazendo as coisas exatamente como tinham que ser, aprendendo a viver mais essa jornada. Eu serei aquela velhinha que até pode não ter muita coisa, mas terei o mundo dentro de mim, correndo em minhas veias e inundando o meu coração.

Monte Mckinley ou Denali - Alasca (EUA)

Postagens em Destaque
Postagens Recentes
Siga-me
  • Wix Facebook page
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Faça parte da nossa lista de emails

Nunca perca uma atualização