La Paz (3.660 m.) / Estrada da Morte

Levantamos cedo, por volta das 6h e descemos para a recepção. O Antônio nos levou até a agência com a qual iríamos fazer o downhill de bike pela Estrada da Morte. Se despediu de todos, pois ia para o Peru de ônibus e não nos veríamos mais.

Aguardamos a chegada e abertura da agência, experimentamos as roupas que usaríamos, os capacetes e eles nos levaram para tomar café da manhã. Depois aguardamos o restante do grupo, subimos no ônibus e partimos.

Levamos umas 3h até o ponto de partida e depois de todo o grupo equipado, as informações dos guias, as recomendações, começamos a descida dos 55km.

Íamos descendo e parando de tempos em tempos para o grupo se reunir, já que cada um tem um ritmo. Começamos a descida a 4.300 m. e a primeira parte é de asfalto, com carros passando ao lado. É um pouco estranho ser ultrapassada por carros, uma sensação de ser um pouco perigoso. Rs...

Depois de um tempo descendo por uma estrada bastante sinuosa, com curvas muito acentuadas, chegamos a um vilarejo e paramos para ir ao banheiro, comer alguma coisa e seguir. A essa altura já estava bastante calor, mas não dava para tirar as roupas, porque elas nos protegeriam em caso de queda.

Entramos no ônibus e andamos até uma parte onde era apenas estrada de terra e lá começamos a segunda etapa da descida. Dali em diante foi apenas terra e os precipícios passaram a fazer parte da paisagem. Eles estavam ali, bem ao lado e apesar de um pouco assustadores, eram lindos. A estrada ficou bem mais estreita e passamos por buracos, poças d’água, muitas pedras e depressões pelo caminho.

Foto - Kenedy Gama

Descíamos um pedaço e parávamos para fotos e para juntar o grupo e assim fomos durante muito tempo, até que a bunda começou a doer no banco estreito, depois de tantas horas num senta e levanta, anda e para, sobe e desce.

Chegamos ao ponto final da estrada depois de mais ou menos umas 4h30 de pedaladas em um restaurante super agradável onde um almoço nos esperava, depois de tantas horas. Almoçamos, algumas pessoas desceram até o rio para se lavar e ficamos meio preguiçosos esticados nas cadeiras e redes do lugar.

Pegamos o caminho de volta para La Paz em torno das 17h e ele pareceu interminável. Eu já estava exausta e com uma dor de cabeça que atormentou o caminho todo. Levamos umas 4 horas até La Paz em um trânsito insuportável e chegando à cidade, ele simplesmente parou, afinal, chegamos no meio dos festejos do aniversário da cidade, ou seja, desfiles, comemorações, as ruas repletas e tudo parado.

Tivemos que descer do ônibus, afinal, estava tudo travado e um dos guias seguiu na frente com todos os clientes atrás dele. Passamos pelo meio das pessoas, nas ruas tomadas de gente. Em determinado ponto pegamos um desfile e ficamos um tempo assistindo, porque não tinha como atravessar.

Depois de um tempo, subimos um pouco a rua e cortamos o desfile atravessando a rua até o outro lado. Fomos um pouco xingados, afinal estávamos atravessando o desfile, mas não havia o que fazer.

Fomos subindo as ladeiras tomadas de gente, com barracas de comida, pessoas bebendo, comendo e se divertindo.

Minha cabeça, à essa altura, estava explodindo, mas seguimos subindo até a agência.

Chegando lá, exaustos depois do dia inteiro de exercícios, ganhamos camisetas e esperamos para receber os DVDs com fotos e vídeos feitos pelos guias. Acabamos saindo de lá por volta das 22h e estávamos realmente bastante cansados.

Kenedy me deu um remédio e chegando ao hotel resolvemos nem subir para os quartos, mas sair para jantar direto, porque quando caíssemos nas camas, com certeza não sairíamos de lá. Fomos para a tradicional pizza e quando estava lá, o Edson Vandeira apareceu com mais um amigo. Acabou sentando na nossa mesa e ficamos conversando e colocando o papo em dia.

Os meninos nem falavam mais, pois estavam exaustos e assim que terminamos, voltamos para o hotel.

Fomos dormir e não os veria mais, pois eles iriam embora de madrugada. Somente eu ficaria o domingo e iria embora na madrugada de segunda.

Postagens em Destaque
Postagens Recentes
Siga-me
  • Wix Facebook page
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Faça parte da nossa lista de emails

Nunca perca uma atualização